Distrito Federal: diversidade e atrativos para a atividade econômica

Distrito Federal: diversidade e atrativos para a atividade econômica

Tradicionalmente, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita do Distrito Federal figura como um dos maiores do Brasil, mas será que existe homogeneidade entre as diferentes partes da capital? Basta conhecer um pouco da realidade de Brasília para saber o quanto é uma cidade diversa e cheia de nuances.

A capital federal tem diferentes realidades em distâncias curtíssimas. Saber sobre essas especificidades pode trazer vantagem na hora de escolher um imóvel para o seu negócio. Afinal, o perfil do consumidor de cada região pode trazer sucesso comercial.

Alta renda

O Plano Piloto é a primeira escolha de muitos empreendedores. Pelo fato de concentrar boa parte da economia e da estrutura administrativa dos governos federal e local, acaba atraindo atenções. Mais de 40% dos postos de trabalho do Distrito Federal estão concentrados no Plano Piloto. A renda domiciliar da área central de Brasília é de R$ 5,5 mil.

Entretanto, as RAs do Lago Norte, Lago Sul, Sudoeste/Octogonal, Park Way e Jardim Botânico também estão incluídas nas regiões de alta renda, de acordo com a Codeplan. O poder aquisitivo dessas regiões está diretamente à escolaridade dos residentes. Nenhuma das cidades registra menos que 47% de habitantes com ensino superior completo.

O Lago Sul, especificamente, tem características bastante atrativas, como grande quantidade de parques, baixo índice de criminalidade e ciclovias. Por esses e outros motivos, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é comparável ao registrado na Suíça. Mas a região cobra o seu preço. O metro quadrado residencial passa de R$ 10 mil, o que, obviamente, atrai uma população com alto poder aquisitivo, o que se traduz em uma renda média de R$ 8,1 mil.

Renda média-alta

Águas Claras lidera com R$ 3,3 mil de renda per capita a lista de regiões administrativas de renda média. Vicente Pires, Guará, Cruzeiro, SIA, Sobradinho II, Taguatinga, Sobradinho e Núcleo Bandeirante completam o grupo.

Os moradores de Águas Claras desfrutam de prédios modernos, já que a cidade começou a ser construída na década de 1990. O comércio se desenvolveu e, atualmente, os moradores contam com hipermercados, faculdades e uma ótima variedade gastronômica. A renda média no local é de R$ 2 mil.


___________

CONHEÇA NOSSOS EMPREENDIMENTOS

___________

Já Taguatinga é uma das cidades mais tradicionais do DF, com uma atividade comercial intensa. A cidade gera 7,7% dos empregos da capital e os rendimentos médios ficam em torno de R$ 5,7 mil. As lojas de Taguatinga são competitivas em todos os setores e não é à toa que as avenidas são lembradas por pessoas de todo o Distrito Federal quando o assunto são compras e preços atraentes.

A região que compreende Sobradinho I e II também é economicamente forte, com uma renda per capita de R$ 1,7 mil. A atividade econômica na subida do Colorado é um dos destaques, com concessionárias, postos de combustíveis e motéis que geram empregos e movimentam a economia local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que você procura?