O BTS e o futuro imobiliário

O BTS e o futuro imobiliário

O BTS e o futuro imobiliário

 

A Empreendimentos Brasília é uma das pioneiras no Distrito Federal a desenvolver prédios para locação em sistema “built to suit” – BTS. O contrato BTS consiste em operação imobiliária na qual o locador adquire um terreno, projeta e constrói um imóvel de acordo com as solicitações e necessidades do futuro locatário, que, por sua vez, se compromete a manter um contrato de aluguel a longo prazo. Ela tem sido uma modalidade interessante de negócio com previsão de retorno a longo prazo, uma vez que no BTS, a vigência do contrato costuma ser pactuada por um período de longo prazo, geralmente de 10 a 20 anos, para que o locador possa ter tempo para obter o retorno do investimento realizado na aquisição, construção ou reforma do imóvel. 

 

Considerada relativamente recente no âmbito do mercado imobiliário, essa modalidade já era praticada antes mesmo da sua inserção na Lei de Locações, no ano de 2012, por meio da inclusão do art. 54-A. A modalidade costuma ser utilizada por empresas que necessitam de um imóvel com características muito específicas e que não querem despender ou não possuem o capital inicial necessário para adquirir e/ou adequá-lo às suas necessidades”, explica. O locador irá despender um investimento inicial, contudo terá o retorno deste investimento ao longo da locação, por meio do recebimento do aluguel, acrescido dos ajustes monetários correspondentes, permanecendo com o imóvel ao término do contrato.  

A principal obrigação do locador é com a entrega do imóvel em conformidade com as especificações exigidas pelo locatário, de modo que no contrato deverão estar detalhadas as obrigações em relação a obra, definições de acabamentos, qualidade de materiais e cumprimento das normas técnicas aplicáveis.

Um modelo BTS de sucesso da Empreendimentos Brasília é o Restaurante Avenida Paulista. Projetado às margens do Lago Paranoá, foi inspirado na matriz da pizzaria em Curitiba. Projetado pelos arquitetos Denise Zuba, Juliana Zuba e Roberto Magnani, o empreendimento tem vista privilegiada para a Ponte JK, a partir do terraço do prédio. Além de tijolos aparentes, o edifício tem ladrilhos hidráulicos e vidro, materiais esteticamente agradáveis que facilitam a limpeza. Outra estrutura usada é o aço corten, que possui propriedades anticorrosivas e é, em média, três vezes mais resistente à corrosão do que o aço comum.

Ainda a ser inaugurado, o BTS The Brain House, na nova região do Beira Lago, funcionará como um ponto de encontro da comunidade The Brain em Brasília. A proposta é ser uma extensão dos escritórios dos residentes para fazerem negócio e se conectarem. O espaço tem projeto de Eduardo Fittipaldi e interior das arquitetas Gabriella Castanheira e Gabriella Sales, sócias-proprietárias do Studio Cast. A estrutura conta com cozinha super equipada, sala de cinema, restaurante, roof top e estrutura de coworking. O foco é ser o grande ponto de encontro das unidades que chegarão a oito até o final de 2020.

 

Você precisa de um BTS para seu negócio? Fale conosco! Entre em contato aqui pelo site ou no telefone (61) 3346-2451.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que você procura?